WEB RÁDIO

GOL & ROCK

Na estreia de Tandara e Bia, Vôlei Nestlé vence Pinheiros no Campeonato Paulista

20 SET 2017
20 de Setembro de 2017
O Vôlei Nestlé armou uma grande surpresa e fez a alegria de sua fanática torcida na noite desta terça-feira, no Ginásio José Liberatti. De volta após defender a Seleção Brasileira nos títulos do Grand Prix, Sul-Americano e da prata na Copa dos Campeões, Tandara e Bia vestiram a camisa do time de Osasco pela primeira vez na temporada 2017/18. Quem também se surpreendeu foi o Pinheiros, superado por 3 a 1, parciais de 34/32, 25/23 e 23/25 e 25/17, em 1h54min. Foi o último jogo da primeira fase. Atual campeão e em busca do sexto título consecutivo, Tandara, Bia, Mari Paraíba e cia. estão classificadas, por antecipação, para a semifinal que começa dia 3 de outubro.

A vitória desta terça-feira ampliou a série invicta do Vôlei Nestlé em seus domínios. Agora são 22 resultados positivos consecutivos no José Liberatti. Em busca do sexto título estadual seguido, a equipe de Osasco terá agora duas semanas para treinar e se preparar para a semifinal, enquanto os demais seis clubes disputam a segunda fase. Pelo regulamento, o Vôlei Nestlé enfrentará o ganhador da série entre o quarto e quinto colocados.

Tandara retornou em grande estilo. Maior pontuadora da partida, com 24 acertos, comentou sobre a alegria de jogar no José Liberatti. "Voltar com vitória é gratificante. Agora, sim, o time está completo, todo mundo chegou e daqui para frente é treinar muito, entrosar, fazer os ajustes necessários para que mais vitórias venham. E o próximo desafio é a semifinal do Paulista", disse a ponteira, lembrando que Lorenne já se reapresentou após defender a seleção sub23 no Mundial, e a sérvia Nadja Ninkovic só espera a regularização de sua transferência para entrar em quadra.

Bia também expressou a felicidade ao a vestir a camisa do Vôlei Nestlé pela primeira vez na temporada 2017/18. "Aqui é minha casa, é onde gosto e quero jogar. E a torcida vai junto com a gente, apoia o tempo todo. Com tudo isso, retornar com vitória é melhor ainda. Viemos para acrescentar, ajudar a equipe a lutar por bons resultados em quadra. Tivemos altos e baixos na partida contra o Pinheiros, mas isso é normal, pois o ritmo e o entrosamento virão a partir de agora, com os treinos", afirmou a central, que contribuiu com 15 pontos.

O primeiro set foi uma verdadeira maratona. Com Tandara e Bia em quadra, o Vôlei Nestlé começou melhor e comandou o placar. Tanto que o Pinheiros pediu tempo logo no 6 a 2. Apesar das boas variações ofensivas, um bloqueio mais ajustado e Tássia firme na defesa, as donas da casa não conseguiram segurar a vantagem. Mais entrosado, o adversário foi encostando até empatar no 24 1 24. Quando a parcial ganhou contornos dramáticos, e os times se alternaram nos set points, entrou em ação a bola de segurança com Tandara. E, com 8 pontos no total, a ponteira manteve sua equipe na luta até a vitória por 34 a 32, após 38 minutos.

Bia foi o nome do segundo set. Assim como na parcial inicial, o Pinheiros engrossou o jogo e se manteve na cola das donas da casa até o fim. E nos momentos decisivos, a central fez a diferença. Bloqueou no 9 a 8 para o time de Osasco retomar a ponta no placar. Repetiu a dose no 17 a 16 e emendou uma bola de china no 19 a 17. Mas as adversárias estavam vivas na partida e empataram em 22 a 22. Após o pedido de tempo de Spencer Lee, Bia continuou arrasadora. Foram dela os dois pontos que decidiram o set em 25 a 23, em 26 minutos, e garantiram a condição de maior pontuadora da parcial, com 7 acertos.

A situação se inverteu no terceiro set e quem precisou correr atrás foi o Vôlei Nestlé. Spencer precisou pedir tempo no 2 a 5 e 12 a 16, mas sua equipe só conseguiu empatar o jogo no 17 a 17, após bloqueio de Mari Paraíba. A partir daí, a partida seguiu equilibrada. Com um bloqueio de Tandara, a equipe de Osasco assumiu a liderança pela primeira vez na parcial, no 21 a 20. Com um ace, a ponteira voltou a ser decisiva e fez 23 a 21. Porém, erros de recepção permitiram ao Pinheiros empatar no 23 a 23 e virar para fechar em 25 a 23, em 28 minutos.

O Vôlei Nestlé voltou ligado para o quarto set e apresentou um padrão de jogo mais consistente. Com isso, abriu boa vantagem, principalmente em função do bloqueio eficiente, especialmente com Nati Martins, Bia e Tandara. Com a recepção funcionando, Carol Albuquerque colocou Paula e Mari Paraíba para atacar em boas condições. Assim, a vantagem foi aumentando e quando Ju Mello entrou para sacar, e sacou bem, as donas da casa fizeram 20 a 12. Assim, sem dar chances ao Pinheiros, o Vôlei Nestlé fechou em set em 25 a 17, em 23 minutos, e o jogo em 3 a 1.

Foto: João Pires/Fotojump
Voltar

© Copyright - Todos os direitos reservados.

GOL & ROCK

WEB RÁDIO